domingo, 27 de setembro de 2015

O que é família?



Oi, oi pessoal!

Mais uma semana conturbada na sociedade brasileira não é?

Eu pensei muito antes de fazer esse post, pois sei que ele irá causa polêmica, mas não poderia me abster de algo tão perturbador quanto este estatuto familiar.

Ao saber que este estatuto havia sido aceito no senado pela bancada religiosa, no mesmo momento pensei: eles só estão fazendo isso para atacar a sociedade LGBT (e as ramificações da sigla). O fato é que não apenas afetam eles como a maioria da sociedade brasileira.

A maioria? SIM. O estatuto familiar diz que só é considerado família aquela que tem pai, mãe e filhos. Porém, a maioria da sociedade brasileira já não é mais assim.
Atualmente, as famílias brasileiras são compostas apenas por mães e filhos, pais e os filhos, apenas um casal que optou por não ter filhos, tios que cuidam dos sobrinhos, avós com seus netos, pais divorciados e os casais homossexuais que optam por adotar crianças abandonadas em orfanatos por pais negligentes e incapazes de amar uma criatura indefesa.

Ok, posso ter sido um pouco apelativa no final, mas é apenas para deixar bem claro que este estatuto afeta toda e qualquer família que não se adeque a ele, e não somente as famílias homoafetivas.

Toda vez que alguém me pergunta qual a minha religião, eu respondo: nenhuma. E não, não sou ateia, porque uma pessoa assim não acredita em nada.
Não tenho religião por ser uma pessoa temente a Deus e acreditar que ele é nosso Deus soberano, e justamente por isso não tenho religião, pois Deus em sua palavra deixa bem claro que ABOMINA toda e qualquer religião.

Logo, posso não concordar e aceitar as relações homossexuais, PORÉM respeito a escolha de cada um, porque não sou capaz e responsável por julgar qualquer pessoa no mundo. Não cabe a mim isso. O que cabe a minha pessoa é amar e respeitar todo ser humano como ele é!

Não aceitar os diversos tipos de famílias que existem hoje é julgar e desrespeitar o ser humano.

O que mais me deixa irritada em tudo isso é que essa bancada RELIGIOSA (e nisso se inclui todos os deputados de todas as religiões que estão nessa bancada) utiliza do nome de Deus para esclarecer as suas decisões. Mas ai eu me pergunto: Deus iria ignorar toda essa gente, deixar de respeitar e amar todos eles por não serem uma família?

E se entrarmos em questões constitucionais, esse estatuto viola o direito de todo brasileiro ter a família que quiser, SER LIVRE e ter suas escolhas.

O estatuto irá impedir que os diversos tipos de famílias existentes no Brasil sejam excluídas, impedidas de receberem todo e qualquer auxílio que a constituição tem por obrigação fornecer.

NOSSO PAÍS É UM ESTADO LAICO, ENTÃO PORQUE UMA BANCADA RELIGIOSA ESTÁ TOMANDO DECISÕES SOBRE TODA A SOCIEDADE BRASILEIRA?

Família para mim é onde há amor. Não o que um estatuto idiota quer impor!

Então eu te pergunto: A sua família é assim como o estatuto está impondo? E você aceita o que o estatuto impõe? Você acha que ele é devido?

Leia mais sobre ele, e então me responda: Quantas FAMÍLIAS  a sua volta serão afetadas se ele for aprovado totalmente?

Pense bem!

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Questão de todos!




Oi pessoal.

Essa semana foi um tanto corrida pra mim, mas não pude deixar de ler uma notícia que me deixou bastante desapontada com a educação e a política brasileira. Não que eu já não estivesse, mas eu ainda tinha esperanças, porém depois dessa, não tinha mais como.
Li uma matéria em diversos jornais brasileiros onde dizia que havia sido tomado uma medida em que nas escolas não se devia mais abordar questões de gênero e até mesmo política.
Bem, durante a minha graduação eu vi tantos argumentos e pontos de vista diferentes, que isso fez com que a minha percepção de mundo fosse modificada.
Durante o curso, nós aprendemos sobre diversas teorias que constroem as Relações Internacionais, e também o mundo. Diante disso, sempre me considerei uma pessoa extremamente realista, porém uma pessoa realista não acredita muito na luta das minorias, por achar que são lutas fracas, lutas idealistas no caso.
Sendo assim, não sou uma realista tão extrema já que eu defendo sim a luta da "minoria", e sendo bem franca, não acredito ser a minoria.
Bem, ao ler a notícia a minha indignação na sociedade chegou ao ápice. Comecei a pensar na luta e morte de tantas mulheres para tornar o mundo um pouco mais igual a nós mulheres, para não ensinarmos isso as crianças de hoje, para não ensinarmos elas a não cometerem os erros do passado. Pensei no tanto de homossexuais que morrem todos os dias por ignorância da sociedade. No tanto de abandono e humilhação que há nas família diante da escolha sexual de cada um. Pensei que em pleno século XXI ainda temos que lidar com o racismo, com o xenofobismo, pelo simples fato de que não é ensinado a sociedade a respeitar o outro, mas sim a ser melhor que o semelhante.
SIM, SOMOS TODOS SEMELHANTES! 
E o fato de muitas pessoas ainda não entenderem essa questão é que me entristece cada dia mais de viver nessa sociedade hipócrita, ignorante e sem respeito algum pelo ser humano.
E aí me pergunto: Porque motivo não iremos ensinar as nossas crianças sobre questões de gênero? Nós queremos realmente formar mais uma geração de gente ignorante e sem respeito? Vale a pena ver mais gente morrer pelo simples fato de que a sociedade não aceita o que é diferente aos seu pensamento?
É muito fácil julgar uma mulher que anda com um vestido curto, do que prender aquele que abusa.
É muito fácil reprimir a mulher, do que educar o homem.
É muito fácil humilhar alguém que não tem a mesma cor que você, do que a tratar como igual.
É muito fácil matar alguém que fere teu pensamento, do que aceitar as diferenças.

Só é bom pra um, quando é bom pra TODOS!

Ao fazer esse post me lembrei de uma música bem famosa da Beyoncé, "FLAWLESS", onde ela fala de uma forma bem direta sobre o feminismo, que é uma das lutas da "minoria". Vou deixar aqui um trecho em específico da música pra encerrar o post e a minha indignação com a sociedade.

"Nós ensinamos as meninas a se retraírem para diminuí-las, nós dizemos para as garotas, você pode ter ambição mas não muita. Você deve ser bem sucedida, mas não muito, caso contrário, ameaçará o homem. Porque eu sou uma fêmea, esperam que eu deseje me casar, esperam que eu faça as minhas próprias escolhas na vida, sempre tendo em mente que o casamento é o mais importante, o casamento pode ser uma fonte de alegria e amor e apoio mútuo. Mas por que ensinamos às garotas a aspirar ao casamento e não ensinamos a mesma coisa aos meninos?
Educamos as garotas a se verem como concorrentes não por emprego ou por realizações, o que eu penso que pode ser uma coisa boa, mas sim pela atenção dos homens.
Nós ensinamos as garotas que não podem ser seres sexuais da mesma forma que os garotos são.
Feminista, a pessoa que acredita na igualdade social
Política e econômica entre os sexos."


terça-feira, 1 de setembro de 2015

PopCorn X Netflix



Oi pessoal.

Bem, hoje vou falar de uma “rivalidade” internética que apenas nos favorece, os meros mortais.
Não me julguem, mas até alguns dias atrás,  eu não utilizava o popcorn em minha vida até que minha amiga Ingrid foi na minha casa e o instalou (invadindo o meu notebook por sinal), e devo dizer, não tenho do que reclamar disso.
Eu assino o netflix há 1 ano e meio, e devo dizer, não me arrependo. Eu pago a mensalidade e posso assistir séries sem parar, filmes a qualquer momento, shows e documentários ótimos. MAS, como tudo sempre tem um porém, o netflix peca em atualização, quer dizer, algumas séries não tem todas as temporadas, e séries que não terminaram não acompanham o andamento junto com as saídas dos episódios.
Contudo, as séries originais do netflix são ótimas e por serem do próprio site, elas estão sempre atualizadas. Mas acredite, as séries de maior audiência hoje nem sempre estarão disponíveis lá.
E aí, chegamos ao popcorn. Ele, diferente do netflix que é um site (mas tem app pra iOs e android), é um programa que você baixa, mas sempre necessário o uso da internet pra utilizá-lo.
O popcorn tem bastante filmes novos, recém lançamentos, alguns até que estão saindo das telonas do cinema e estão lá em definição altíssima de qualidade. E ele também tem séries novas, acompanhando com as saídas oficiais de episódios.
PORÉM, sim, o popcorn tem o seu porém, o popcorn não é um programa 100% inteligente, ou seja, tudo o que você for assistir é necessário fazer dowload, logo, se você para um filme no meio o popcorn não vai continuar ele a partir do momento que você parou, logo, você precisa fazer o dowload novamente. É a mesma coisa para as séries, é difícil você fazer uma maratona no popcorn porque a cada episódio você terá que fazer o dowload.
Bem, colocando agora no meu ponto de vista, netflix e popcorn tem seus defeitos, mas ambos são ótimos. Porém, eu utilizo o netflix muito mais para assistir séries e o popcorn para assistir filmes novos. Os filmes antigos prefiro assistir no netflix, e séries atuais assisto pelo popcorn.
Então, não irei de deixar de pagar o netflix e também não vou desinstalar o popcorn.
Agora é com vocês decidirem o que preferem kkkkkk

P.S: Pessoal, o blog tem 2 posts por semana em dias aleatórios, mas quase sempre vai ser um no começo da semana e o outro mais pro final. Acompanhem.


Beijocas :*